A Equipa

Nuno Silva

CO-CRIADOR E FACILITADOR​

A minha motivação é facilitar um espaço relacional que favoreça as aprendizagens, pela via da escuta profunda e diálogos generativos que convidem à autenticidade e aceitação da nossa vulnerabilidade. Face à urgência dos desafios complexos e incerteza que caracteriza os tempos atuais, procuro combinar nutrientes que tornem o solo mais fértil para que as sementes do mundo porvir possam começar a germinar. Exploro em mim o potencial de ser parteiro desse novo mundo. Sou um eterno curioso, que gosta de explorar e experimentar. Procuro estimular a compaixão e busco a coragem para ser autêntico e estar aberto para encontrar o universo a meio do caminho.

Allan Sousa

CO-CRIADOR E FACILITADOR​

A minha intenção é criar e segurar um espaço seguro emocionalmente para esta experiência do Ripples Experiment. Quero trazer para este espaço presença, empatia, escuta profunda, abertura, autenticidade e fazer pontes entre as pessoas. Gostava de aprender mais sobre como evoluir enquanto pessoa e venho com uma pergunta “Como podemos estabelecer relações autênticas e encontrar chão comum para juntos encontrarmos soluções generativas para o futuro do nosso planeta?” A minha intenção é suportar líderes que estão a passar por um processo de transformação pessoal para que estes líderes se tornem agentes de mudança com uma nova consciência e serem capazes de segurar espaços de transformação para pessoas dentro das suas organizações.

Paulo de Carvalho

CO-CRIADOR E FACILITADOR​

Imaginei um mundo interligado, onde as Organizações fossem espaços colaborativos, criativos, generativos e humanos. Um espaço de organizações conscientes e com um papel ativo face aos desafios que o século nos reserva. Tornar esta ideia uma realidade é a minha intenção. O meu ser científico, reflexivo, curioso, criativo, convida-me a explorar e criar espaços da mesma natureza, para que todos consigamos descobrir estas qualidades. Este estado, permite-me olhar para o nosso mundo incerto, ambíguo, volátil cheio de contradições e dor, a partir de uma perspectiva consciente e positiva, um convite a abraçar a felicidade como motor para a construção de um mundo mais feliz. Acredito que somos todos infinitamente mais se cada um de nós for a melhor versão de si mesmo. Essa é a abundância que quero trazer para o mundo.

Em colaboração com:

Pedro Portela

Mapeamento de redes e comunidades de prática

Nasceu em 1980 no Porto onde viveu, estudou e trabalhou até 2016. Criou o Blog “O Elefante na Sala”, no qual divulga o seu interessa pelos novos paradigmas de gestão baseados na Teoria da Complexidade e Caos e no impacto que a forma como nos organizamos para trabalhar tem no indivíduo e na sociedade. É membro de várias redes formais e informais das quais se destaca a Rede Global de Complexidade Social (Global Complexity Network). Reside actualmente no Porto e colabora com uma Fundação Americana, para a qual desenvolve modelos de apoio à decisão baseados em agentes.

Luísa G Costa

Facilitação Gráfica e Colheita Visual

O meu sonho de infância era tornar-me pintora. Escolhi, então, estudar Artes Plásticas – Pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Ao longo do meu caminho tive o privilégio de estar em contacto com várias Artes e, inclusivamente, tive oportunidade de integrar a classe de Canto no Conservatório de Música do Porto e fazer parte de vários projectos musicais. A nível profissional, passei por experiências em diferentes áreas. Uma em particular fez-me reflectir bastante na forma como as pessoas se juntam para trabalhar em conjunto e, de certa forma, contribuiu para que o meu leme mudasse de direcção. Actualmente dedico a minha energia à Facilitação Gráfica e Colheita Visual e criei o PictureThis. Encontrei uma forma de aliar o meu lado criativo ao meu lado pragmático, contribuindo com o que mais gosto de fazer para a transmissão de conteúdos, conhecimentos e crescimento de um todo. Sou sonhadora e acredito que pequenos gestos (com desenhos, ou sem desenhos) podem fazer a diferença.

Magda Cristina Serpa

educadora

Desde muito jovem que me lembro de ter como propósitos fortes encontrar e ser a melhor versão de mim, e contribuir para uma sociedade mais humana e amorosa.  Percebi cedo que a Educação servia profundamente o que almejava para a minha existência e formei-me como professora do ensino básico. Tenho exercido esta minha vocação em contextos diversificados (ensino  público, privado e doméstico) e com diferentes pedagogias e/ou metodologias (em consonância  com os meus estudos continuados, dentro e fora de Portugal,  e o desenvolvimento da minha consciência)interior de trabalhar e crescer com outros seres humanos, adultos, com o mesmo tipo  de inquietações, buscas  pessoais, motivações sociais e de relação com a natureza e o mundo, tendo como visão uma profunda transformação pessoal e social. Tenho como grandes inspiradores Goethe e Rudolf Steiner (que estudo e coexistem na minha vida há já quase duas décadas) e Cristo e o seu amor (desde que me lembro de mim).